Jump to content

Search the Community

Showing results for tags 'malware'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Notícias
    • Notícia do dia
  • Inicio Darknet
    • Inicio Darknet
    • Doações
    • Divulgue sua empresa
  • Serial Kaspersky
    • Serial Kaspersky
    • Instruções a seguir
    • Download Kaspersky (KIS) 45 Days - Portuguese
    • Télécharger Kaspersky (KIS) 45 jours - Francês
    • Изтеглете Kaspersky (KIS) 45 дни - Russo
    • Serial do dia

Categories

There are no results to display.

Categories

  • Articles

Calendars

  • Community Calendar

Blogs

  • Blog Tinano

Categories

There are no results to display.

Marker Groups

  • Members

Found 3 results

  1. CrossRAT, como está sendo chamado, permite que hackers mal intencionados tirem screenshot e executem programas espiões Um novo vírus, apelidado de CrossRAT, está sendo usado para espionagem e tem chamado a atenção de pesquisadores de segurança digital. A praga virtual foi descoberta na última semana e traz como característica principal ser multiplataforma: o malware pode afetar computadores com Windows, macOS, Linux e até máquinas com Solaris, o sistema operacional desenvolvido pela Oracle. O CrossRAT, quando presente em um PC, permita a um hacker mal intencionado enviar comandos remotos à máquina e obter informações sigilosas dos usuários. O malware se espalha na Internet por meio de práticas simples de engenharia social. Postagens com uma URL maliciosa que levam o usuário a instalar o malware têm sido encontradas em grupos no Facebook e WhatsApp. O vírus é construído em Java e, uma vez presente no computador, faz uma varredura completa na máquina. Ele consegue identificar o kernel, camada mais básica que faz a integração do sistema com o hardware, e o tipo de arquitetura. O objetivo é fazer a instalação específica do programa de acordo com cada software. O CrossRAT é tão sofisticado que consegue vasculhar o systemmd do Linux para identificar qual é a distribuição do sistema (Centos, Debian, Kali Linux, Fedoraetc). O trojan permite ao hacker enviar comandos ao computador e, assim, ativar a espionagem do sistema. De forma remota, o criminoso poderia tirar prints da tela, manipular os arquivos e executar programas. Além disso, o CrossRAT tem um keylogger embutido, software que grava o que é digitado no computador. No entanto, pesquisadores que analisaram o vírus não encontraram uma forma de ativar essa última ferramenta. Antivírus podem identificar De acordo com o site The Hacker News, computadores com Windows e Linux estão mais suscetíveis a serem infectados. Isso porque, como o vírus é construído em Java, é necessário que o usuário tenha este software no computador. Os dois sistemas operacionais já trazem uma versão pré-instalada do Java, enquanto no macOS seria necessário fazer o download. O arquivo hmar6.jar é o executável que instala o CrossRAT. Segundo o site VirusTotal, 23 dos 58 antivírus mais populares já conseguem detectar o malware, incluindo AVG, Kapersky, Avast e ESET. Outros bem conhecidos como o Malwarebytes, Panda e Tencent ainda não identificam o CrossRAT. Como saber se um PC está infectado? No Windows: Abra o regedit (registro do sistema) e: Verifique a chave de registro 'HKCU \ Software \ Microsoft \ Windows \ CurrentVersion \ Run \'. Se infectado, haverá um comando que inclui java, -jar e mediamgrs.jar. No Linux: Verifique o arquivo Java, mediamgrs.jar, em / usr / var. Procure também um arquivo 'autostart' no ~/.config/autostart provavelmente chamado mediamgrs.desktop. No macOS: Verifique o arquivo Java, mediamgrs.jar, em ~ /Library. Procure também por mediamgrs.plist. em /Library /LaunchAgents ou ~/Library /LaunchAgents Como se proteger? Ter um antivírus pode ajudar a evitar a instalação deste tipo de arquivo, já que o programa vai identificar o executável malicioso. No entanto, a melhor prática é evitar abrir links desconhecidos. Desconfie de qualquer URL enviada por e-mail, aplicativos de mensagens ou rede social, até mesmo em mensagens enviadas por amigos de confiança. Via The Hackers News e Virus Total
  2. </center>
  3. Fuja dos vírus

    startup norte-americana criou inteligencia artificial que detecta malwares em arquivos Criada por Stuart McClure e Ryan Permeh, dois nomes conhecidos da empresa de antivírus McAfee, a startup Cylance pretende reduzir o número de computadores infectados ao redor do mundo. A companhia desenvolveu uma inteligência artificial que analisa um arquivo que está prestes a ser aberto. O recurso, que promete ser uma boa opção para fugir de golpes virtuais, detecta a presença de ameaças digitais e malwares. Em 2017, a companhia entrou para o ranking das 50 startups para ficar de olho em Los Angeles, criado pelo portal de empreendedorismo Built In LA. A boa aceitação do produto no mercado fez a Cylance aumentar seu número de clientes de 200 para mais de 3 mil em apenas um ano. Avaliada em mais de US$ 1 bilhão, a startup já é considerada um unicórnio de sucesso e conta com uma equipe com mais de 700 funcionários.
×